06 março, 2012

Não conte a ninguém


Título: Não conte a ninguém
Autor: Harlan Coben
Páginas: 250
Editora: Sextante
Sinopse:
''Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer.
O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter sido enviado por sua esposa.
Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas sem respostas: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido?
Na mira do FBI como principal suspeito da morte da esposa e caçado por um perigosíssimo assassino de aluguel, David Beck contará apenas com o apoio de sua melhor amiga, a modelo Shauna, da célebre advogada Hester Crimstein e de um traficante de drogas para descobrir toda a verdade e provar sua inocência.
Não Conte a Ninguém foi o livro mais aclamado de 2001, indicado para diversos prêmios, entre eles Edgar, Anthony, Macavity, Nero e Barry. Em 2006 foi adaptado para o cinema numa produção francesa vencedora de quatro Cesars (o Oscar francês), inclusive de melhor ator e diretor. ''

Resenha:
'' Antes de começar a ler Não conte a ninguém eu confesso que me guiei por dois atrativos-chave: o primeiro era a capa do livro, o que eu comprei era dessa capa azul, linda, maravilhosa e misteriosa, pirei, assim como piro em todas as capas lindas, e o segundo foi o nome do autor ''Harlan Coben''. Eu ouvi muito falar desse autor e só coisas boas, como ''o mais aclamado'', ''livro bateu recorde'' e coisas do tipo, e queria ler algum livro dele pra saber se ía gostar ou não e me arrisquei. E não me arrependi.
Não conte a ninguém é tão bom quanto qualquer história de Sidney Sheldon ou Agatha Christie, o livro é um suspense policial que não seria tão impressionante não fosse o final ainda mais inesperado do que qualquer rumo que a história tenha percorrido.
Logo no começo do livro o autor mostra o relacionamento tranquilo e dos sonhos que Elizabeth e David Beck tem, e como uma situação repentina os separa violentamente. Anos depois um e-mail e uma mensagem ''Não conte a ninguém'' selam o destino de Beck. Tudo leva a crer que Elizabeth não foi assassinada como ele imaginou durante todos esses anos. Mas o que realmente teria acontecido? As pistas começam a surgir mas não é apenas o FBI que acaba no caminho de Beck, mas também assassinos terríveis e implacáveis.
A histórias tem uma porção de personagens bons e personagens que não gostei também. Shauna, a amiga de Beck, e super traidora da esposa, é uma personagem que poderia ser bem legal se não fosse tão nojenta; Linda, a irmã simples e amiga de David, que não acrescenta muito mas não deixa de ser super bacana e Tyrese, o traficante de drogas que ajuda Beck na hora em que ele mais precisa, e é super interessante no contexto da história e por si só.
A história é ótima, envolvente e surpreendente, e o final... choca no momento em que você acha que tudo o que tinha pra acontecer já havia acontecido. Quando você ler essa obra maravilhosa desse autor fantásico se prepare para o espanto até a última página e lembre-se... Não conte a ninguém.''

3 comentários:

Ceile disse...

Ah, este livro também me chama atenção pela capa... E o título dá um ar ainda mais misterioso!

Nunca li um suspense policial (pois é...), mas vou adicionar para uma leitura futura!

Ah, como são ótimos estes finais que surpreendem! É bem assim mesmo, você imagina que nada mais pode acontecer e Boooom! rsrsrsrs

Um beijo!

Luara Cardoso disse...

Eu estou doida pra ler algum livro do HC mas ainda não tive nenhuma oportunidade. :/ Uma pena.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Kel Costa disse...

Até hoje não li nenhum livro do autor, apesar de sempre ouvir falar muito bem de suas obras. Não Conte a Ninguém tem uma história interessante, que qualquer dia irei conferir. Mas não gosto da capa rsrs Acho básica demais =D

Bjs,
Kel
www.itcultura.com